2007-07-27

distorção

*

quem conta um conto
aumenta um pranto
pulsa um instante
busca um descanso
de longe diz perto
soa, penetrante
pulsação diz tanto
batendo incessante
coração disperso
pulsando distante
traz o peito aberto
borbulhando amante
pulsação distorce,
tola saltitante
todo amor desperto,
tudo pulsa errante
todo o solo incerto,
todo o abismo entrante
toca o céu de perto
soca o chão distante...

*

cantodothiago@hotmail.com

*
*

1 Comentários:

Blogger Porquê escreveu...

Sou de uma editora que está a ser criada.

Quem quiser pode enviar poesia para apreciação para este endereço:

porque.editora@gmail.com

29/7/07 18:41  

Enviar um comentário

<< Home

Who Links Here