2006-01-27

Lágrimas

Chorei em desespero aquele mar
De noite, agarrei-te em mil imagens
Como as árvores, senti-me vegetar
Fiz de memória, mil viagens.

Fustigaram-te o vento e a tempestade
Tentaram afastar-te do teu leito
Mas tão puro como a água da verdade
É o amor, eu sei, mora em teu peito...



Who Links Here