2005-08-31

Nós

Eu sou o alvo,
tu és a seta,
onde está o o arqueiro?

Eu

Sou apenas
o que resta de mim
em ti

Tu

Assim és tu
sabor, cheiro e carícia
dentro de mim

A inspiração...



"A Musa"

Ao leres em mim
os mistérios e luzes
inspiras e despertas...

2005-08-30

Abre los ojos

Suave e leve pálpebra,
rasgas o breu do olvido
para ver mais uma aurora.

Os 21 Nocturnos de Chopin

A noite viveu nas suas mãos.
Enquanto a ouvirmos,
A música será sempre o amanhã.


Inspirado no Nocturno II, do Fernando.

Pulsar

Encostado no teu peito
Senti o pulsar da vida
que quero ter sempre em mim.

Nocturno II

A manhã vive nos teus olhos.
Enquanto me fitares,
amanhã será sempre agora.

Guardiã

Guardei na memória
Sabores, cheiros e carícias.
Guardo-te em mim...

jacky (26.08.05)

2005-08-29

O alvo

Ès o alvo
de todas as minhas atenções
de todos os meus delírios.

2005-08-25

Photomaton

Sou uma pessoa normal que
não se leva muito a sério:
vivo há muito num sonho
de tranquila loucura.

2005-08-24

Uma adivinha


Sinto em mim a vida
e a morte,
inseparáveis.

Sinto em mim
quem fui, e quem
nunca serei.

Sinto em mim o que
só existe quando
o imagino.

Tudo isto eu sinto e
talvez nada disto
eu seja.

Quem sou eu?

Pulsar...



Sinto o pulsar da Vida,
que fluí e vibra,
sobrevivo mas não vivo...

2005-08-23

fantasias


Philippe Richard


Mimada por ti,
Deixo-me embalar em desejos
E em fantasias...


jacky (23.08.2005)

2005-08-22

perto


Bill Stephens

O longe faz-se perto.
Basta desejar. Distante,
Quando não se quer.


jacky (19.08.2005)

2005-08-21

fome

Sim, esfomeada
Do teu corpo de homem viril,
Simplesmente de ti...

jacky (18.08.2005)

2005-08-20

mergulho



Mergulho no mar
Como mergulhas no meu corpo,
Sedento de mim.

jacky (18.08.2005)

2005-08-19

Ser o que se é

Um poema tecido
com lágrimas e suor,
é isso que sou.

À chegada


Martin Cooper


Ao chegar verifico,
sem surpresa,
não ser o mesmo que partiu.

No entanto,
agora como então,
limito-me a ser quem sou.

A Máscara...



Ao acordar sozinha
a máscara cai e fica
todo o dia, todo o dia...

2005-08-17

O meu Ser...



Todo o meu Ser Universal
existe neste fato de pele
sensual e orgânico...

2005-08-15

espera


Bruno Hass


Deitada na cama,
Aguardo tua chegada
Despida de mim.


jacky (14.08.2005)

2005-08-14

silueta


Jonna Harris

Ansiando por ti
Vejo tua silueta
por todo o lado...

jacky (14.08.2005)

tempestade


Jonna Harris

Tempestade azul
Quero criar no teu corpo
Com minha chegada...

jacky (14.08.2005)

cigarro

Num pensativo cigarro
Beijos os teus lábios
Doces de mel.

Fernando F. (18.07.2005)

2005-08-13

sonhos

Pousa os sonhos
No meu ombro
E dorme o sono dos anjos.

Fernando F. (13.07.2005)

2005-08-12

noite

A noite caiu
E o meu pensamento
Aconchegou-se ao teu.

Fernando F. (12.07.2005)

2005-08-11

corpo

Bonito corpo
Protejo-te do frio
E voo contigo.

wind (11.08.2005)

Morfeu

Nos braços de Morfeu
Entrego-me
À tua sublime leveza.

Fernando F. (06.07.2005)

2005-08-10


Oferecer-te-ia o meu corpo
se o aceitasses, assim,
ferido e quebrado.

2005-08-09

Momento Zen ou A vaga de calor começa a afectar-me

Poemas Hai...ku II



“ O haiku é mais do que uma forma de poesia... "
É um instante em que o simples subitamente revela a sua natureza interior.”


Hai que até o ku tenho quente
Dêem-me uma ventoinha. Um ventilador.
Quiçá um ar condicionado.
--------------------------

"...O Haiku faz-nos olhar de novo o observado, a natureza humana, a vida..."

Quero já a separação, o divórcio litigioso
Bem te vi a admirar o Hai...Ku do Fernando
Oh minhoca falante, tu viraste para o outro lado.
--------------------------

"... É uma forma de ver o mundo..."

Apita o comboio lá vai a apitar
Hai... ku fulano não sai da linha
…Oh parvo sai daí! Queres ser trucidado?
--------------------------

"...E cada haiku capta um momento de experiência..."

Entrei num Rei...Ku por acaso
Cruzes, credo. Saí logo aquilo era uma orgia
Havia Hai...Ku's por todo o lado.
--------------------------
Fim do momento Zen

Encandescente (04.08.2005)

Obrigada Encandescente por autorizares a publicação deste post bem divertido. Não tenho dúvidas que as regras foram feitas para serem quebradas e que a escrita deixa de fazer sentido quando deixa de nos divertir. Ri-me a valer com esta interpretação muito peculiar das definições dos Haikus! Venham mais destes! :D

2005-08-06

palhaço

E cá em baixo fico eu, palhaço
a cara de cores risonhas
a chorar p'lo teu abraço.

Uxka (05.08.2005)

incêndio

Porque queimas tudo,
fogo abrasador? Sem flores,
morrem as abelhas...

jacky (06.08.2005)

2005-08-04

Uma borboleta
pousada naquela flor
tentei agarrá-la,
mas fugiu para longe,
Volta borboleta!
Estou aqui á tua espera.

2005-08-02

Trapezista

Se te amasse realmente
seria trapezista
Enredar-me-ia assim na tua paixão

Deserto

Estagnou a ampulheta.
Areia, só nas veias
secas de ti

Evidência II

Que importa quem fui? Quem serei?
O café e as torradas arrefecem.
O dia está aí, vive-o.

Evidência

As palavras
caminham para longe
em silêncio.

2005-08-01


Anda, senta-te a meu lado
declama poesia
em tons de sussuro, ao meu ouvido
diz baixinho
os meus versos preferidos...
Sabes que o agradecimento
virá depois, mais logo,
em forma de paixão.

Clitie

Imensidão

Cheiro salgado
de um cavalo suado
Quem galopa no mar ?...


Guimarães Rosa
(surripiado do blogue da wind)
Who Links Here